Rammstein: Paris

Rammstein: Paris

“RAMMSTEIN: PARIS é a fusão perfeita entre o show extraordinário da banda com a arte de editar filmes. É um banquete visual, uma celebração de Rammstein ao vivo, que é diferente e, Mais »

Till Lindemamm fala sobre "Rosenrot"

Trechos publicados pelo site Blabbermouth.NET (Setembro/2005)
Tradução de Márcia Mitozo Alves

A banda alemã de metal industrial RAMMSTEIN discute o controverso single “Mann Gegen Mann” (“Homem contra homem”) do seu novo álbum “Rosenrot” na mais recente edição da revista sueca Close-Up. No refrão, a palavra “schwule” (gíria depreciativa para homossexual) é usada repetidamente. Na reportagem, o vocalista do RAMMSTEIN Till Lindemann pergunta ao repórter: “Você acha que isso é homofóbico?” Quando o repórter diz que é fácil fazer essa suposição, Lindemann responde: “É natural [entender dessa maneira], mas é só uma música. É sobre homens gays e o fato de que eles têm sorte de certo modo. Eles nunca tiveram que ficar na frente de uma garota e trazer-lhes presentes ridículos ou convidá-las para jantar. Eles simplesmente olham uns para os outros e decidem ir para casa juntos. Eles estão numa situação estranha, mas é muito fácil para eles conseguirem transar. Eu escrevo sobre isso de um modo mais poético. Se você ouvir a palavra [schwule] fora do contexto, soa como uma provocação, mas se você realmente ouvir a música você percebe que não existe a intenção de ser depreciativo”.

“Eu não vou dar nomes, mas uma banda inglesa da qual nós [RAMMSTEIN] somos amigos tem dois integrantes que são gays. Nós fizemos uma aposta e se eu perdesse teria que levar os dois para sair em Berlim uma noite e visitar todos os clubes gays da minha vizinhança. É claro, eu perdi a aposta, como sempre acontece. Quando nós saímos, eu pensei: ‘Nossa! Está acontecendo rápido!’ Um olhar e os dois já sabiam exatamente o que fazer. Eu fiquei com inveja. Eu adoraria poder chegar para uma mulher desconhecida e dizer: ‘Oi, você é quente. Quer ir pra minha casa comigo?”

“Rosentot” também marca a primeira tentativa do RAMMSTEIN de fazer uma música totalmente em espanhol, “Te Quiero Puta”. Lindemann explica o tema da música: “Uns caras, talvez nós da banda, vão para um bordel. Alguma ‘puta’ abre a porta e diz ‘Ei, gringos!’ Essas mulheres não têm nada de poético. É sobre homens, mulheres, sexo e farra. A história é sobre um cara que se apaixona por uma das mulheres. Ela diz a ele: ‘Eu gosto de você, mas não venha aqui com essa coisa emocional. Eu só gosto da sua ‘fruita,’ então deixe-me saboreá-la.”

Lindemann foi co-autor da letra de “Te Quiero Puta” com sua noiva fluente em espanhol. RAMMSTEIN vai tirar férias durante a maior parte de 2006 e 0 casal, que possui uma rústica cada de verão em Costa Rica, passará as férias na América Latina no ano que vem.

“Eu vou passar pelo menos quatro ou cinco meses por lá” diz Lindemann. “Minha noiva e eu estamos planejando fazer uma longa viagem. Vamos começar na Argentina e depois viajar pelo Chile, Peru, Equador e Bolívia. Sobre a Colombia teremos que decidir mais tarde. É um país bastante estranho e o seu material branco é um pouco de diversão demais [risos].”