Rammstein: Paris

Rammstein: Paris

“RAMMSTEIN: PARIS é a fusão perfeita entre o show extraordinário da banda com a arte de editar filmes. É um banquete visual, uma celebração de Rammstein ao vivo, que é diferente e, Mais »

Reise, Reise (2004)

  1. Reise, Reise
  2. Mein Teil
  3. Dalai Lama
  4. Keine Lust
  5. Los
  6. Amerika
  7. Moskau
  8. Morgenstern
  9. Stein um Stein
  10. Ohne dich
  11. Amour
Reise, Reise

Auf den Wellen wird gefochten
Wo Fisch und Fleisch zur See geflochten
Der eine sticht die Lanz’ im Meer
Der andr’e wirft sie in das Meer

Ah, Ahoi

Reise, Reise, Seemann, Reise
Jeder tut’s auf seine Weise
Der eine stößt den Speer zum Mann
Der andere zum Fische dann

Reise, Reise, Seemann, Reise
Und die Wellen weinen leise
In ihrem Blute steckt ein Speer
Blutet leise in das Meer

Die Lanze muss im Fleisch ertränken
Fisch und Mann zur Tiefe sinken
Wo die schwarze Seele wohnt
Ist kein Licht am Horizont

Ah, Ahoi

Reise, Reise, Seemann, Reise
Jeder tut’s auf seine Weise
Der eine stößt den Speer zum Mann
Der andere zum Fische dann

Reise, Reise, Seemann, Reise
Und die Wellen weinen leise
In ihrem Blute steckt ein Speer
Blutet leise in das Meer

Reise, Reise

Reise, Reise, Seemann, Reise
Und die Wellen weinen leise
In ihrem Herzen steckt ein Speer
Bluten sich am Ufer leer
Bluten sich am Ufer leer

Levante-se, levante-se (1)

Até nas ondas há luta
Onde peixe e carne são tecidos ao mar
Um finca o arpão enquanto no exército
Outro o joga no oceano

Ahoi

Levante-se, levante-se marinheiro levante
Cada um o faz da sua própria maneira
Um empurra a lança num homem
Outro então no peixe

Levante-se, levante-se marinheiro levante
E as ondas choram baixinho
No sangue delas uma lança está alojada
Elas sangram suavemente no oceano

O arpão precisa ser afundado em carne
Peixe e homem afundam para as profundezas
Onde a alma negra reside
Não há luz no horizonte

Ahoi

Levante-se, levante-se marinheiro levante
Cada um o faz da sua própria maneira
Um empurra a lança num homem
Outro então no peixe

Levante-se, levante-se marinheiro levante
E as ondas choram baixinho
No sangue delas uma lança está alojada
Elas sangram suavemente no oceano

Levante-se, levante-se marinheiro levante
E as ondas choram baixinho
No coração delas uma lança está alojada
Elas sangram na costa até secar

(1) Apesar de escrito como um substantivo, “Reise” é obviamente usado como um verbo na música. A frase “Reise, Reise” é usada por marinheiros como uma chamada na manhã e é orginária no verbo alemão da idade média “risen”, que significa “acordar”. Após tal época, o verbo caiu no desuso, porém o substantivo foi mantido e virou “jornada” ou “viagem”. O verbo “risen” foi reformulado à partir do substantivo “Reise”, mas agora significa “viajar” ou “trajetar”. Parece que o antigo significado do verbo foi preservado nas gírias dos marinheiros até os dias atuais.

Mein Teil

Suche gut gebauten Achtzehn –
bis Dreißigjährigen zum Schlachten
– Der Metzgermeister

Heute treff ich einen Herrn
Der hat mich zum Fressen gern
Weiche Teile und auch harte
stehen auf der Speisekarte

Denn du bist
was du isst
und ihr wisst
was es ist

Es ist mein Teil – nein
Mein Teil – nein
Denn das ist mein Teil – nein
Mein Teil – nein

Die stumpfe Klinge – gut und recht
Ich blute stark und mir ist schlecht
Muss ich auch mit der Ohnmacht kämpfen
ich esse weiter unter Krämpfen

Ist doch so gut gewürzt
und so schön flambiert
und so liebevoll auf Porzellan serviert
Dazu ein guter Wein und zarter Kerzenschein
Ja da lass ich mir Zeit
Etwas Kultur muss sein

Denn du bist
was du isst
und ihr wisst
was es ist

Es ist mein Teil – nein
Mein Teil – nein
Denn das ist mein Teil – nein
Yes it’s mein Teil – nein

Ein Schrei wird zum Himmel fahren
schneidet sich durch Engelscharen
Vom Wolkendach fällt Federfleisch
auf meine Kindheit mit Gekreisch

Es ist mein Teil – nein
Mein Teil – nein
Denn das ist mein Teil – nein
Mein Teil – nein

Minha parte (1)

“Procura-se por alguém com idade entre 18-30 anos em boa forma para chacinar
– O Mestre Açougueiro”
(2)

Hoje encontrarei com um cavalheiro
Ele gosta tanto de mim que poderia me comer (3)
Partes macias e outras até duras (4)
Estão no cardápio

Porque você é
O que você come
E você sabe
O que é

É minha parte – não
Minha parte – não
Aí está minha parte – não
Minha parte – não

A lâmina cega boa e apropriada
Eu estou sangrando muito e me sentindo fatigado
Embora eu tenha de lutar para permanecer acordado
Eu continuo comendo em meio as convulsões

É tão bem temperado
E tão belamente flambado
E tão gentilmente servido em porcelana
E com isso, um bom vinho
E gentil luz de velas
Sim eu tomarei meu tempo
Você tem que ter alguma cultura

Porque você é
O que você come
E você sabe
O que é

É minha parte – não
Minha parte – não
Porque essa é minha parte – não
Sim é minha parte – não

Um grito ascenderá aos céus
Ele passará cortante entre rebanhos de anjos
Penas – carne cairão gritantes
Do topo das nuvens na minha infância

É minha parte – não
Minha parte – não
Porque essa é minha parte – não
Sim é minha parte – não

(1) “Mein Teil” significa “parte, pedaço”, mas é também uma gíria para “pênis”.
(2) Trecho disponível somente na versão do single. É uma referência ao caso do canibal alemão Armin Meiwes, que esquartejou e comeu Bernd Jürgen Armando Brandes. Esse é um trecho do anúncio que Meiwes colocou na internet em março de 2001 para convidar alguém para ser morto e comido (convite este que Bernd aceitou).
(3) Alusão a um provérbio alemão que diz “Eu gosto-me tanto que poderia me comer”.
(4) “Weiche Teile” é um trocadilho de “Weichteile”, que significa “genitais” em alemão.

Dalai Lama

Ein Flugzeug liegt im Abendwind
An Bord ist auch ein Mann mit Kind
Sie sitzen sicher, sitzen warm
Und gehen so im Schlaf in’s garn

In drei Stunden sind sie da
Zum Wiegenfeste der Mama
Die Sicht ist gut
Der Himmel klar

Weiter weiter in’s Verderben
Wir müssen Leben bis wir sterben
Der Mensch gehört nicht in die Luft
So der Herr im Himmel ruft
Seine Söhne auf dem Wind
Bringt mir dieses Menschenkind

Das Kind hat noch die Zeit verloren
Da springt ein Wiederhall zu Ohren
Ein dumpfes Grollen treibt die Nacht
Und der Wolkentreiber lacht
Schüttelt wach die Menschenfracht

Weiter weiter in’s Verderben
Wir müssen Leben bis wir sterben
Und das Kind zum Vater spricht
Hörst du denn den Donner nicht
Das ist der König aller Winde
Er will mich zu seinem Kinde

Aus den Wolken tropft ein Chor
Verkriecht sich in das kleine Ohr
Aus den Wolken tropft ein Chor
Verkriecht sich in das kleine Ohr

Komm her
Bleib hier
Wir sind gut zu dir

Komm her
Bleib hier
Wir sind Brüder dir

Der Sturm umarmt die Flugmaschine
Der Druck fällt schnell in der Kabine
Ein dumpfes Grollen treibt die Nacht
In Panik schreit die Menschenfracht

Weiter weiter ins Verderben
Wir müssen Leben bis wir Sterben
Und zum Herrgott fleht das Kind
Himmel nimm zurück den Wind
Bring uns unversehrt zur Erde

Aus den Wolken tropft ein Chor
Verkriecht sich in das kleine Ohr
Aus den Wolken tropft ein Chor
Verkriecht sich in das kleine Ohr

Komm her
Bleib hier
Wir sind gut zu dir

Komm her
Bleib hier
Wir sind Brüder dir

Der Vater hält das Kind jetzt fest
Hat es fest an sich gepresst
Wehrt sich jetzt in Atemnot

Doch die Angst kennt kein Erbarmen
So der Vater mit den Armen
Drückt die Seele aus dem Kind
Diese setzt sich auf den Wind
Und singt:

Komm her
Bleib hier
Wir sind gut zu dir

Komm her
Bleib hier
Wir sind Brüder dir

Komm her
Bleib hier
Wir sind gut zu dir

Komm her
Bleib hier
Wir sind Brüder dir

Dalai Lama (1)

Um avião está no vento noturno
A bordo está um homem junto de sua criança
Eles acomodam-se seguros e aquecidos
E então caem na armadilha do sono

Em três horas eles estarão lá
Para o aniversário da mamãe (2)
A visão está boa
O céu está limpo

A diante, a diante na destruição
Nós precisamos viver até morrermos
Humanos não pertencem aos céus
Então o senhor no céu convocou
Seus filhos para o vento
Tragam-me está criança humana

A criança ainda perde tempo
Então um eco alcança seus ouvidos
Um abafado som conduz a noite
E o condutor das nuvens rí
Ele chacoalha a carga humana, acordando-a

A diante, a diante na destruição
Nós precisamos viver até morrermos
E a criança diz ao pai
Você não ouve o trovão?
É o rei de todos os ventos
Ele quer que eu me torne sua criança

Das nuvens sai um coro
Que espalha-se no pequeno ouvido
Venha cá, fique aqui
Nós seremos bons para ti

Venha cá
Fique aqui
Nós somos teus irmãos

Venha cá
Fique aqui
Nós somos teus irmãos

A tempestade envolve a máquina voadora
A pressão cai rapidamente na cabine
Um abafado som conduz a noite
Em pânico a carga humana grita

A diante, a diante na destruição
Nós precisamos viver até morrermos
E para Deus a criança implora
Céu tome o vento de volta
Leve-nos intactos a terra

Das nuvens sai um coro
Que espalha-se no pequeno ouvido
Das nuvens sai um coro
Que espalha-se no pequeno ouvido

Venha cá
Fique aqui
Nós seremos bons para ti

Venha cá
Fique aqui
Nós somos teus irmãos

O pai agora está segurando a criança
E a pressionou tão apertadamente contra ele
Ele não nota a dificuldade dela para respirar

Mas o medo não tem misericórdia
Então com seus braços o pai
Espreme a alma da criança
Que toma seu lugar ao vento
E canta:

Venha cá
Fique aqui
Nós seremos bons para ti

Venha cá
Fique aqui
Nós somos teus irmãos

(1) O Dalai Lama é a mais poderosa figura na seita Gelugpa ou Gelug do Budismo Tibetano. O atual, Tenzin Gyatso, tem medo de voar.
(2) A palavra “Wiegenfest” é também usada como uma antiga palavra para “aniversário”, mas literalmente pode ser traduzida como “comemoração de berço”.
Obs.: A música está (ao menos parcialmente) baseada no poema “Erlkönig” escrito por Johann Wolfgang von Goethe em 1782.

Keine Lust

Ich hab keine Lust
Ich hab keine Lust
Ich hab keine Lust
Ich hab keine Lust

Ich habe keine Lust mich nicht zu hassen
Hab’ keine Lust mich anzufassen
Ich hätte Lust zu onanieren
Hab’ keine Lust es zu probieren
Ich hätte Lust mich auszuzieh’n
Hab’ keine Lust mich Nackt zu seh’n

Ich hätte Lust mit großen Tieren
Hab’ keine Lust es zu riskieren
Hab’ keine Lust vom Schnee zu geh’n
Hab’ keine Lust zu erfrieren

Ich hab keine Lust
Ich hab keine Lust
Ich hab keine Lust
Nein, ich hab keine Lust

Ich habe keine Lust etwas zu kau’n
Denn ich hab keine Lust es zu verdau’n
Hab’ keine Lust mich zu wiegen
Hab’ keine Lust im Fett zu liegen

Ich hätte Lust mit großen Tieren
Hab’ keine Lust es zu riskieren
Hab’ keine Lust vom Schnee zu geh’n
Hab’ keine Lust zu erfrieren

Ich bleibe einfach liegen
Und wieder zähle ich die Fliegen
Lustlos fasse ich mich an
Und merke dann
Ich bin schon lange Kalt
So Kalt
Mir ist Kalt
So Kalt
Mir ist Kalt

Mir ist Kalt
So Kalt
Mir ist Kalt
So Kalt
Mir ist Kalt

Ich hab’ keine Lust

Sem Desejo

Eu não tenho desejo
Eu não tenho desejo
Eu não tenho desejo
Eu não tenho desejo

Eu não tenho desejo de me odiar
Não tenho desejo de me tocar
Tenho desejo de me masturbar
Não tenho desejo de tentar
Eu tenho desejo de me despir
Não tenho desejo de me ver nú

Eu teria desejo com grandes animais
Não tenho vontade de arriscar
Não desejo que a neve se vá (1)
Não tenho desejo de congelar

Eu não tenho desejo
Eu não tenho desejo
Eu não tenho desejo
Não eu não tenho desejo

Eu não tenho vontade de mastigar nada
Porque eu não tenho de digerir
Não tenho vontade de me pesar
Não tenho vontade de me esbanjar na gordura

Eu teria desejo com grandes animais
Não tenho vontade de arriscar
Não desejo que a neve se vá
Não tenho desejo de congelar

Eu apenas continuarei deitado aqui
E eu contarei as moscas novamente
Eu me toco indiferentemente
E percebo que
Eu já estou gelado há um bom tempo (2)
Tão gelado
Estou gelado
Tão gelado
Estou gelado

Estou gelado
Tão gelado
Estou gelado
Tão gelado
Estou gelado

Eu não tenho desejo

(1) A palavra “neve” pode ser uma referência a cocaína.
(2) “Kalt” aqui é usado não no significado de temperatura, e sim temperamento, ou seja, frigidez. Na linha seguinte, “Mir ist kalt” é usado com o significado de temperatura.

Los

Wir waren namenlos
Und ohne Lieder
Recht wortlos
Waren wir nie wieder
Etwas sanglos
Sind wir immer noch
Dafür nicht klanglos
Man hört uns doch
Nach einem Windstoß
Ging ein Sturm los
Einfach beispiellos
Es wurde Zeit
Los

Sie waren sprachlos
So sehr schockiert
Und sehr ratlos
Was war passiert
Etwas fassungslos
Und garantiert
Verständnislos
Das wird zensiert
Sie sagten grundlos
Schade um die Noten
So schamlos
Das gehört verboten
Es ist geistlos
Was sie da probieren
So geschmacklos
Wie sie musizieren
Ist es hoffnungslos
Sinnlos
Hilflos
Sie sind gottlos

Wir waren namenlos
Wir haben einen Namen
Waren wortlos
Die Worte kamen
Etwas sanglos
Sind wir immer noch
Dafür nicht klanglos
Das hört man doch
Wir sind nicht fehlerlos
Nur etwas haltlos
Ihr werdet lautlos
Uns nie los

Wir waren los

Sem (1)

Nós eramos sem nome
e sem músicas
Nós nunca mais fomos
realmente sem palavras
Ainda nós somos
um pouco sem músicas (2)
Porém nós não somos sem tom
Você pode nos ouvir
Após uma rajada de vento
Começou uma tempestade
Apenas inigualável
Era tempo
Sem (3)

Eles eram mudos
Tão totalmente chocados
E totalmente sem poder
O que aconteceu
De algum jeito sem composições
E certamente
Sem serem entendidos
Isso será censurado
Eles disseram sem fundamento
Ruim para a música
Tão sem vergonha
Isso deve ser proibido
É sem sentido
O que eles estão tentando lá
Tão sem sentido
O jeito que eles estão fazendo música
É sem esperança
Sem sentido
Sem solução
Eles são ateus (4)

Nós eramos sem nome
Nós temos um nome
Nós eramos sem palavras
As palavras vieram
Ainda nós somos
Um pouco sem músicas
Porém nós não somos sem tom
Você nos ouve
Nós não somos sem falhas
Só um pouco sem fundamento
Você irá tornar-se sem som
Você nunca se livrará de nós

Nós eramos “sem” (5)

(1) Essa música tem muitos trocadilhos e/ou ambigüidades que simplesmente não funcionam em outras línguas, como o inglês e o português. Como um sufixo, “-los” é o mesmo que “-menos” em português. Como um adjetivo, “los” está mais para “desligado” ou “solto”. Como um comando “Los!” significa “vá”.
(2) Outro trocadilho. Em alemão “sang- und klanglos” significa “simples”, “despercebido”, ou “sem nenhum barulho ou bagunça”. Isso vem do fato de que não há canto (gesang) ou campainha tocando (Glockenklang) em funerais. A palavra “sanglos” é apenas usada nessa frase em alemão. A letra quer dizer que eles são uma parte, porém não a outra, e, logo, não passarão despercebidos.
(3) Mais um trocadilho. Porque é escrito e falado separadamente, pode ser visto como “Es wurde Zeit. Los!” (“Era hora, vá!”) ou como “Es wurde Zeitlos!” (“Tornou-se eterno”) (porém, para o sentido da música, o mais correto seria “Tornou-se sem tempo”).
(4) “Sie sind Gott. Los!” significa “Eles são Deuses. Vá!” enquanto “Sie sind Gottlos!” é “Eles são ateus” (o mais correto para o sentido da música seria “Eles são sem Deus”)
(5) “Wir waren los” pode ser visto como “Nós eramos ‘sem'” (na adaptação mais própria, “Los” é entendido como “sem”) ou “Nós haviamos saído” (de um possível palco, no caso).

Amerika

We’re all living in Amerika
Amerika ist wunderbar
We’re all living in Amerika
Amerika, Amerika

Wenn getanzt wird will ich führen
auch wenn ihr euch alleine dreht
Lasst euch ein wenig kontrollieren
Ich zeige euch wie es richtig geht
Wir bilden einen lieben Reigen
Die Freiheit spielt auf allen Geigen
Musik kommt aus dem Weißen Haus
und vor Paris steht Micky Maus

We’re all living in Amerika
Amerika ist wunderbar
We’re all living in Amerika
Amerika, Amerika

Ich kenne Schritte die sehr nützen
und werde euch vor Fehltritt schützen
Und wer nicht tanzen will am Schluss
weiß noch nicht dass er tanzen muss
Wir bilden einen lieben Reigen
Ich werde euch die Richtung zeigen
Nach Afrika kommt Santa Claus
und vor Paris steht Micky Maus

We’re all living in Amerika
Amerika ist wunderbar
We’re all living in Amerika
Amerika, Amerika

We’re all living in Amerika
Coca-Cola, Wonderbra
We’re all living in Amerika
Amerika, Amerika

This is not a love song
This is not a love song
I don’t sing my mother tongue
No, this is not a love song

We’re all living in Amerika
Amerika ist wunderbar
We’re all living in Amerika
Amerika, Amerika

We’re all living in Amerika
Coca-Cola, sometimes war
We’re all living in Amerika
Amerika, Amerika

América(1)

Nós estamos todos vivendo na América
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Quando há uma dança eu quero conduzí-la
Mesmo se você puder se virar sozinho
Deixe-nos controlá-lo um pouco
Eu te mostrarei como realmente é
Nós estamos fazendo uma bela dança circular
Liberdade está tocando em todos os violinos
Música está vindo da Casa Branca
E Mickey Mouse está parado na frente de Paris

Nós estamos todos vivendo na América
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Eu conheço movimentos que são muito úteis
E eu te protegerei de passos errados
E qualquer um que não queira dançar no final
Não sabe ainda que ele tem que dançar
Nós estamos fazendo uma bela dança circular
Eu te mostrarei como é
Papai Noel está indo para a África
E Mickey Mouse está parado na frente de Paris

Nós estamos todos vivendo na América
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Nós estamos todos vivendo na América
Coca-Cola, Wonderbra(2)
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Esta não é uma canção de amor
Esta não é uma canção de amor
Eu não canto na minha língua materna
Não, esta não é uma canção de amor

Nós estamos todos vivendo na América
América é maravilhosa
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

Nós estamos todos vivendo na América
Coca-Cola, às vezes guerra
Nós estamos todos vivendo na América
América, América

(1) “Amerika” refere-se especificamente aos Estados Unidos.
(2) Um trocadilho entre “Wunderbar” (“Maravilhoso”, como nos primeiros refrões). Então é usado uma palavra que soa parecido, “Wonderbra”, uma marca de sutiãs tradicionalmente norte-americana.

Moskau

Это песня о самом красивом
городе в мире. Москва!

Diese Stadt ist eine Dirne
Hat rote Flecken auf der Stirn
Ihre Zähne sind aus Gold
Sie ist fett und doch so hold
Ihr Mund fällt mir zu Tale
wenn ich sie dafür bezahle
Sie zieht sich aus doch nur für Geld
Die Stadt die mich in Atem hält

Moskau
Раз, два, три!
Moskau
Посмотри!
Пионеры там идут,
песни Ленину поют.

Sie ist alt und trotzdem schön
Ich kann ihr nicht widerstehen
не могу устоять
Pudert sich die alte Haut
Hat sich die Brüste neu gebaut
построила вновь
Sie macht mich geil ich leide Qualen
Sie tanzt für mich ich muss bezahlen
я должен платить
Sie schläft mit mir doch nur für Geld
Ist doch die schönste Stadt der Welt

Moskau
Раз, два, три!
Moskau
Посмотри!
Пионеры там идут,
песни Ленину поют.

Ich sehe was, was du nicht siehst
(Wenn du deine Augen schließt)
когда ты ночью крепко спишь
Ich sehe was, was du nicht siehst
(Wenn du vor mir niederkniest)
когда ты предо мной лежишь
Ich sehe was, was du nicht siehst
(Wenn du mich mit dem Mund berührst)
когда со мною говоришь
Ich sehe was, das siehst du nie
Раз, два, три!

Moskau
Раз, два, три!
Moskau
Посмотри!
Пионеры там идут,
песни Ленину поют.

Moscou

Esta música é sobre a mais bela
cidade do mundo… Moscou!

Esta cidade é uma prostituta
Ela tem manchas vermelhas em sua testa
Seus dentes são feitos de ouro
Ela é gorda porém tão simpática
Sua boca cai sobre meu vale
Quando eu a pago para isso
Ela tira suas roupas mas apenas por dinheiro
A cidade que me mantém tenso

Moscou
Um, dois, três!
Moscou
Olhem!
Pioneiros vem chegando,
cantando canções para Lenin
(1)

Ela é velha porém bonita
Eu não resisto a ela
Eu não posso resistir
Ela maqueia sua velha pele
E reconstruiu seu busto
Reconstruiu
Ela me excita, eu sofro privações
Ela dança para mim, eu preciso pagar
Preciso pagar
Ela dorme comigo, porém somente por dinheiro
Ainda é a cidade mais bonita do mundo

Moscou
Um, dois, três!
Moscou
Olhem!
Pioneiros vem chegando,
cantando canções para Lenin

Eu vejo algo, que você não vê
(Quando você fecha seus olhos)(2)
Quando você dorme profundamente a noite
Eu vejo algo, que você não vê
(Quando você se ajoelha frente a mim)
Quando você descansa frente a mim
Eu vejo algo, que você não vê
(Quando você me toca com sua boca)
Quando você conversa comigo
Eu vejo algo, que você nunca verá
Um, dois, três!

Moscou
Um, dois, três!
Moscou
Olhem!
Pioneiros vem chegando,
cantando canções para Lenin

(1) Os Pioneiros eram uma organização para jovens operada pelo partido comunista na União Soviética. Eles tiveram ou tem correspondentes em diversos países comunista, inclusive na antiga Alemanha Oriental.
(2) As linhas entre parênteses sãoa versão cantada nos shows, já que Viktoria Fersh, que faz a voz feminina, não está presente. Provavelmente elas são as linhas originais, porém foram um pouco mudadas quando traduzidas para o russo. No CD, são cantadas as linhas em russo.

Morgenstern

Sie ist hässlich dass es graut
wenn sie in den Himmel schaut
Dann fürchtet sich das Licht
Scheint ihr von unten ins Gesicht
So muss sie sich am Tag verstecken
Will das Licht doch nicht erschrecken
Lebt im Schatten bis der Schein vergeht
Sieht einen Stern im Zwielicht prangen
und fleht
Mal mir Schönheit auf die Wangen
Morgenstern ach scheine
auf das Antlitz mein
Wirf ein warmes Licht
auf mein Ungesicht
Sag mir ich bin nicht alleine
Hässlich, du bist hässlich

Ich bin allein zur Nacht gegangen
Die späten Vögel nicht mehr sangen
Sah Sonnenkinder im Gewimmel und so
rief ich in den gestirnten Himmel

Morgenstern ach scheine
auf die Liebste meine
Wirf ein warmes Licht
auf ihr Ungesicht
Sag ihr sie ist nicht alleine

Morgenstern ach scheine
auf die Seele meine
Wirf ein warmes Licht
auf ein Herz das bricht
Sag ihr dass ich weine
Denn du, du bist hässlich
Du bist einfach hässlich
Der Mensch ist doch ein Augentier
Schöne Dinge wünsch’ ich mir
Doch du, du bist nicht schön, nein

Morgenstern ach scheine
auf die Liebste meine
Wirf ein warmes Licht
auf ihr Ungesicht
Sag ihr sie ist nicht alleine

Und der Stern will scheinen
Auf die Liebste meine
Wärmt die Brust mir bebt
wo das Leben schlägt
Mit dem Herzen sehen
Sie ist wunderschön

Estrela da Manhã

Ela é tão feia que escurece (1)
quando ela olha para o céu
Portanto a luz se assusta
Brilha debaixo de sua face
Então ela deve se esconder durante o dia
Ela simplesmente não quer assustar a luz
vive nas sombras até que o brilho acabe
vê uma estrela cintilando no crepúsculo e implora
Desenhe beleza em minha faceEstrela da manhã, oh brilhe
sobre a aparência minha
Lance uma luz quente
sobre minha aparência assustadora (2)
Diga que não estou sozinha
Feia, tu és feia

Eu estou sozinho a andar pela noite
Os passaros tardios não cantam mais
Vi criança do sol na multidão, então
chorei para o céu estrelado

Estrela da manhã, oh brilhe
sobre a minha querida
Lance uma luz quente
sobre sua face assustadora
Diga a ela que não está sozinha

Estrela da manhã, oh brilhe
sobre a minh’alma
Lance uma luz quente
sobre um coração que está partindo
Diga a ela que estou chorando
Pois tu, tu és feia
Tu és simplesmente feia
Humanos são criaturas de visões
Desejo coisas bonitas
Mas tu, tu não és bonita, não

Estrela da manhã, oh brilhe
sobre minha querida
Lance uma luz quente
sobre sua face assustadora
Diga a ela que não está sozinha

E a estrela quer brilhar
sobre a minha querida
Aquece meu peito e treme
onde a vida pulsa
Para ver com o coração
ela é simplesmente bonita

(1) O verbo “grauen” tem dois significados em alemão. Um que se encaixa na frase foi usada aqui, mas no contexto da música, pode ser facilmente interpretada de outra maneira também. Outro significado – “Ela é tão feia que assusta”
(2) “Ungesicht” é uma palavra juntada pelo Un + Gesicht, provavelmente fazendo um trocadilho com Angesicht (face). O prefixo “un-” em alemão pode ser usada algumas vezes pra marcar palavras como mal, errado, sujo, etc.

Stein um Stein

Ich habe Pläne große Pläne
Ich baue dir ein Haus
Jeder Stein ist eine Träne
Und du ziehst nie wieder aus
Ja ich baue ein Häuschen dir
Hat keine Fenster keine Tür
Innen wird es dunkel sein
Dringt überhaupt kein Licht hinein

Ja ich schaffe dir ein Heim
Und du sollst Teil des Ganzen sein

Stein um Stein mauer ich dich ein
Stein um Stein
Ich werde immer bei dir sein

Ohne Kleider ohne Schuh
Siehst du mir bei der Arbeit zu
Mit den Füßen im Zement
Verschönerst du das Fundament
Draußen wird ein Garten sein
Und niemand hört dich schreien

Stein um Stein mauer ich dich ein
Stein um Stein
Ich werde immer bei dir sein

Welch ein Klopfen welch ein Hämmern
Draußen fängt es an zu dämmern
Alle Nägel stehen stramm
Wenn ich sie in dein Leibholz Ramm –

Stein um Stein mauer ich dich ein
Stein um Stein
Und keiner hört dich schreien

Pedra por pedra

Eu tenho planos grandes planos
Eu te construirei uma casa
Cada pedra será uma lágrima
E você nunca mais se mudará
Sim eu construrei uma pequena casa para você
Sem janelas sem porta
Será escuro dentro
Nenhuma luz entrará

Sim eu te farei um lar
E você fará parte dele

Pedra por pedra eu te emparedo
Pedra por pedra
Eu sempre estarei com você

Sem roupas sem sapatos
Você me vê trabalhando
Com seus pés em cimento
Você ilumina o alicerce
Lá fora haverá um jardim
E ninguém escutará seu grito

Pedra por pedra eu te emparedo
Pedra por pedra
Eu sempre estarei com você

Que persistência, que batida
Lá fora está começando a escurecer (1)
Todos os pregos firmam-se
Quando eu os martelo em seu corpo de madeira (2)

Pedra por pedra eu te cerco
Pedra por pedra
E ninguém escutará seu grito

(1) O verbo “Dämmern” na verdade significa “ganhar luz” ou “ficar escuro” e não há tempo mencionado, não fica claro qual significado ele ganha.
(2) Há um jogo de palavras nessa linha. O verbo “rammen” significa martelar. Por causa da conjugação o fim da linha termina com “ramm”. Quando a música prosegue e Till canta a próxima palavra, a junção fica “Ramm-STEIN”.

Ohne Dich

Ich werde in die Tannen gehen
Dahin wo ich sie zuletzt gesehen
Doch der Abend wirft ein Tuch aufs Land
und auf die Wege hinterm Waldesrand
Und der Wald er steht so schwarz und leer
Weh mir, oh weh
Und die Vögel singen nicht mehr

Ohne dich kann ich nicht sein
Ohne dich
Mit dir bin ich auch allein
Ohne dich
Ohne dich zähl ich die Stunden ohne dich
Mit dir stehen die Sekunden
Lohnen nicht

Auf den Ästen in den Gräben
ist es nun still und ohne Leben
Und das Atmen fällt mir ach so schwer
Weh mir, oh weh
Und die Vögel singen nicht mehr

Ohne dich kann ich nicht sein
Ohne dich
Mit dir bin ich auch allein
Ohne dich
Ohne dich zähl ich die Stunden ohne dich
Mit dir stehen die Sekunden
Lohnen nicht ohne dich

Sem você

Eu irei adentro dos abetos (1)
Lá onde eu a ví pela última vez
Mas a noite lança um pano na terra
E sobre os caminhos atrás dos limites da floresta
E a floresta é tão negra e vazia
Doi-me, oh doi-me
E os pássaros não cantam mais

Sem você eu não existo
Sem você
Com você eu também estou sozinho
Sem você
Sem você eu conto as horas sem você
Com você os segundos permanecem parados
Eles não valem nada

Nos galhos nas trincheiras
Agora está silencioso e sem vida
E respirar fica oh tão difícil para mim
Dói-me, oh dói-me
E os pássaros não cantam mais

Sem você eu não existo
Sem você
Com você eu também estou sozinho
Sem você
Sem você eu conto as horas sem você
Com você os segundos permanecem parados
Eles não valem nada sem você

(1) Abeto é uma espécie da flora conhecida pelo seu uso como árvores de natal.

Amour

Die Liebe ist ein wildes Tier
Sie atmet dich sie sucht nach dir
Nistet auf gebrochenen Herzen
Geht auf Jagd bei Kuss und Kerzen
Saugt sich fest an deinen Lippen
Gräbt sich Gänge durch die Rippen
Lässt sich fallen weich wie Schnee
Erst wird es heiß dann kalt am Ende tut es
weh

Amour Amour
Alle wollen nur dich zähmen
Amour Amour am Ende
gefangen zwischen deinen Zähnen

Die Liebe ist ein wildes Tier
Sie beißt und kratzt und tritt nach mir
Hält mich mit tausend Armen fest
Zerrt mich in ihr Liebesnest
Frißt mich auf mit Haut und Haar
und würgt mich wieder aus nach Tag und Jahr
Läßt sich fallen weich wie Schnee
Erst wird es heiß dann kalt am Ende tut es
weh

Amour Amour
Alle wollen nur dich zähmen
Amour Amour am Ende
gefangen zwischen deinen Zähnen

Die Liebe ist ein wildes Tier
In die Falle gehst du ihr
In die Augen starrt sie dir
Verzaubert wenn ihr Blick dich trifft

Bitte bitte gib mir Gift

Amor

O amor é um animal selvagem
Ele te respira ele te procura
Ele se aninha sob corações partidos
E vai à caça quando há beijos e velas
Ele chupa com força nos seu lábios
E cava túneis entre suas costelas
Ele cai suavemente como neve
Primeiro ele fica quente então frio por fim ele machuca

Amour Amour
Todos só querem te domar
Amor Amour no final
Pego entre seus dentes

O amor é um animal selvagem
Ele morde e arranha e vem para mim
Ele me segura com força com mil braços
E me arrasta para dentro de seu ninho de amor
Ele me devora completamente
E tenta me regurgitar depois de muitos anos
Ele cai suavemente como neve
Primeiro ele fica quente então frio por fim ele machuca

Amor Amor
Todos só querem te domar
Amor Amor no final
Pego entre seus dentes

O amor é um animal selvagem
Você cai na armadilha dele
Ele te encara nos seus olhos
Fascinado quando a contemplação dele o atinge

Por favor por favor me dê veneno

Obs: “Amor” em alemão é um substantivo feminino, portanto usa-se o pronome “ela”. Nós substituímos por “ele” para ficar correto em português.

Traduções livres de Lucas Fazioli Fedele e Márcia Mitozo Alves a partir das versões em inglês do site Herzeleid.com

Eu tenho planos grandes planos
Eu te construirei uma casa
Cada pedra será uma lágrima
E você nunca mais se mudará
Sim eu construrei uma pequena casa para você
Sem janelas sem porta
Será escuro dentro
Nenhuma luz entrará

Sim eu te farei um lar
E você fará parte dele

Pedra por pedra eu te emparedo
Pedra por pedra
Eu sempre estarei com você

Sem roupas sem sapatos
Você me vê trabalhando
Com seus pés em cimento
Você ilumina o alicerce
Lá fora haverá um jardim
E ninguém escutará seu grito

Pedra por pedra eu te emparedo
Pedra por pedra
Eu sempre estarei com você

Que persistência, que batida
Lá fora está começando a escurecer *
Todos os pregos firmam-se
Quando eu os martelo em seu corpo de madeira **

Pedra por pedra eu te cerco
Pedra por pedra
E ninguém escutará seu grito

* O verbo “Dämmern” na verdade significa “ganhar luz” ou “ficar escuro” e não há tempo mencionado, não fica claro qual significado ele ganha.
** Há um jogo de palavras nessa linha. O verbo “rammen” significa martelar. Por causa da conjugação o fim da linha termina com “ramm”. Quando a música prosegue e Till canta a próxima palavra, a junção fica “Ramm-STEIN”.